Como trabalham as empresas para desenvolverem grama sintética?

O aperfeiçoamento do material sintético e o processo de fabricação do gramado, fazem com que este material não tenha impacto no desempenho do jogador em campo e também traz grandes benefícios a manutenção do local.

Neste artigo vamos explicar como funciona o processo de fabricação da grama sintética, que passa por diversos processos industriais, extrusão, torção, tecimento, aplicação de látex, secagem em forno, furação, enrolamento até finalmente chegar a embalagem.

fabricante de grama sintética

Passo a passo da fabricação de Grama Sintética:

1- Extrusão dos fios

Para a fabricação do gramado são selecionados polímeros de polietileno de baixa e alta densidade, e também são incorporados aditivos que garantem a estabilidade da cor do gramado sintético, e a manutenção da  estrutura. Os fios do gramado sintético podem ser monofilamentos ou fibrilados.

As fibras do gramado sintético são compostos por poliamida, e polipropileno, estes materiais garantem a durabilidade a maciez do gramado.

2- Tecimento

No tecimento da grama sintético, é utilizado um processo chamado Tufting, neste processo os fios são inseridos em telas de polipropileno, e é especificado a altura que será o pêlo (a altura do gramado pode variar de 10mm a 70mm).

3- Aplicação do látex

O processo de aplicação do Látex é chamado de Coating (em português significa revestimento), neste processo é aplicado na base do gramado sintético os compostos chamados SBR-Estireno Butadieno, Carbonato de Cálcio e mais alguns aditivos especiais.

4- Secagem em forno

A secagem da grama sintética é uma das etapas mais importantes da fabricação, pois este procedimento garante a resistência e durabilidade do material.

No processo de secagem da grama sintética, o produto é exposto a uma alta temperatura onde foi distribuído o látex. Esta alta temperatura dinamiza a polimerização do composto, o tornando seco, resistente e flexível.

5- Furação para permeabilidade de água

Após todos os processos para a fabricação do gramado sintético, ainda é preciso realizar furos equidistantes ao longo de toda a base do gramado.

Esses furos dependem do projeto e do material que foi solicitado o gramado. Esses furos tem como objetivo facilitar a drenagem das águas.

6- Enrolamento e embalagem

E por fim do processo de fabricação da grama sintética, o produto é enrolado em um equipamento específico, e imediatamente embalado em mantas plásticas que garantem a qualidade durabilidade e garantia do produto para armazenamento e transporte.

Fabricante de Grama sintética

A Sportlink possui laboratório próprio para desenvolvimento e pesquisas. A empresa é parceira dos principais fabricantes de matéria prima do mundo, como a MAttex, Maccaferri, SMG, Evercol e a Utep.

O parque industrial para a fabricação de grama sintética é um dos mais modernos do mundo, o local possui 3.5 mil m², localizado na grande São Paulo. A empresa busca sempre aperfeiçoamento no produto oferecido e produz diversos padrões de gramado sintético visando proporcionar alta performance aos usuários.

Entre em contato com a Sportlink, empresa referência na fabricação de gramado sintético esportivo, e obtenha gramado sintético de alta qualidade.

Como trabalham as empresas para desenvolverem grama sintética?
5 (100%) 1 vote[s]
Como trabalham as empresas para desenvolverem grama sintética?