Gramado sintético na Copa do Mundo: saiba sua importância

A Copa do Mundo da Rússia começou! Para os amantes de futebol esse período é um dos momentos mais felizes do ano. É o momento de acompanhar nossos ídolos de diversas nacionalidades e, principalmente, torcer pelo Brasil!

Você sabia que a Rússia foi pioneira em adotar os Gramados Sintéticos nos estádios de futebol? Vários dos seus campos contam com a tecnologia que a Grama Sintética oferece e 6 deles estão sendo usados nos jogos da Copa!

O Estádio de Luzhniki, por exemplo, foi o primeiro estádio a receber uma final da Liga dos Campeões da UEFA utilizando Grama Sintética. Agora, o estádio de futebol localizado em Moscou, receberá um gramado reforçado, com 95% de grama natural misturada com 5% de Grama Sintética. Foi nele que o Brasil jogou o primeiro jogo contra a Suíça e é nele que será disputada a final da Copa do Mundo!

Entenda porque a Rússia optou pela mistura de grama natural e Gramados Sintéticos durante a Copa do Mundo de 2018!

O que é um Gramado Híbrido?

Pela primeira vez na história das Copas do Mundo, uma final será disputada em um campo com Gramado Híbrido. Esse nome é dado para a mistura do gramado natural com a Grama Sintética, deixando o campo mais reforçado e capaz de aguentar o clima rigoroso da Rússia. Ele também oferece maior resistência, estabilidade e segurança para os jogadores.

Além de Luzhniki, outros estádios também contarão com a tecnologia dos Gramados Híbridos, eles são: Kaliningrado, Saransk, Rostov e Samara.

Uma máquina especial costura os fios sintéticos na grama natural, além disso, uma estrutura de canos é colocada sob a grama, facilitando o processo de drenagem e regulando a quantidade de água que vai ao solo.

Conheça algumas das características do Gramado Sintético!

Resistência do Gramado Sintético

Os campos de futebol que são usados para campeonatos precisam ser extremamente resistentes. Os Gramados Sintéticos suportam jogadas intensas e partidas seguidas, não precisando de manutenção entre uma partida e outra. Sua aderência às chuteiras também é um ponto positivo para os jogos. Estamos acostumados a ver jogadores arrancarem pedaços do campo natural com seus chutes. Com a Grama Sintética isso não acontece.

Manutenção da Grama Sintética

As baixas temperaturas da Rússia impossibilitam o crescimento de grama, e caso ela nasça, é difícil mantê-la viva e verde. Os Gramados Sintéticos estão sempre na mesma coloração e não precisam ser podados. O uso de pesticidas também é dispensado ao optar pela Grama Sintética, o que acaba barateando sua manutenção.

O Sistema de Drenagem da Grama Sintética também facilita o jogo em partidas chuvosas. Com a grama natural é normal observar poças de água no campo, isso faz com que o jogo torne-se mais difícil e cause acidentes. A Grama Sintética tem um sistema de drenagem especial que deixa o gramado sem acúmulo de água, possibilitando que a partida ocorra normalmente.

Proteção ao jogador

Outro ponto importante da Grama Sintética é que ela amortece mais as quedas dos jogadores. Dessa forma é mais seguro cair em um Gramado Sintético do que em grama natural, que causa queimaduras e pode deixar as pernas e braços dos jogadores ralados.

Vários estudos foram feitos para desenvolver a melhor Grama Sintética para a prática de esportes. Sua semelhança com a grama natural faz com que muitos times e estádios façam a troca. Porém, não somente grandes times podem optar pela Grama Sintética, Campos Society de todo mundo escolhem o Gramado Sintético pela sua praticidade, preço e resistência.

Independente do tamanho ou tipo do campo, você pode contar com a Sportlink para saber qual é o Gramado Sintético adequado para o seu tipo de esporte. Entre em contato conosco e tenha uma consultoria completa!

Gramado sintético na Copa do Mundo: saiba sua importância
Avalie essa postagem
Gramado sintético na Copa do Mundo: saiba sua importância
Tagged on: