Trabalho solidário e o papel do futebol fora dos campos

O esporte promove diversão, socialização e empolgar as massas. Mas seu papel vai muito além do entretenimento e da formação sociocultural. O futebol, por exemplo, exerce uma função solidária dentro e fora dos campos.

Muitos acontecimentos mostram o trabalho solidário de atletas de renome internacional como os jogadores Messi e o francês Mbappé. O ponta do Paris Saint-Germain doou o equivalente a R$ 126 mil para mobilizar uma equipe de buscas pelo argentino Emiliano Sala e pelo piloto, David Ibbotson.

Sala e o piloto faleceram recentemente em um acidente aéreo sobre o Canal da Mancha, na Inglaterra.

papel do futebol fora dos campos

Mais ações solidárias no mundo esportivo

O francês Mbappé foi um dos grandes destaques da Copa do Mundo 2018, realizada na Rússia. Aos 20 anos, o atleta surpreende dentro e fora dos campos, onde demonstra sua generosidade ajudando em causas sociais.

Ao final da Copa, o jogador doou o valor total de sua premiação (quase R$ 1,9 milhões) em prol de fundações francesas, que cuidam de mais de três mil crianças. Veja outros casos semelhantes de ações de atletas, que usaram da generosidade para driblar as dificuldades vividas pelos mais necessitados.

Mesut Özil e sua doação para crianças brasileiras

Durante a Copa do Mundo de 2014, ocorrida no Brasil, a equipe da Alemanha (mesmo com os 7×1 sobre a seleção canarinho) conquistou a simpatia dos brasileiros.

Mesut Özil foi um dos jogadores que mais se sensibilizou com a situação de um grupo de crianças carentes. Então, o atleta doou sua premiação – equivalente a R$ 1 milhão – para custear cirurgias de 23 crianças. Ao fazer a doação, o alemão citou que foi um “agradecimento pessoal pela hospitalidade brasileira”.

Messi e a Fundação Leo Messi

O argentino Lionel Messi, eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo pela Fifa, é responsável pela idealização da Fundação Leo Messi. A instituição foi criada em 2007, na Argentina, no intuito de desenvolver projetos que promovam o acesso à educação, saúde e prática de esportes, sendo voltada a crianças e adolescentes.

A partir de 2018, a Fundação Leo Messi passou a promover a campanha #Paralosvalientes, que busca arrecadar 30 milhões de euros destinados à construção do maior centro de oncologia pediátrica no Hospital Sant Joan de Déu, em Barcelona.  

Com a doação, espera-se o aumento dos casos de cura do câncer infantil, apoiado no desenvolvimento de pesquisas.

Fundação Leo Messi tem apoio da Sportlink

Em 2015, a Sportlink, empresa especialista na fabricação de grama sintética, deu início a uma parceria com a Fundação Leo Messi. Logo, a negociação envolveu o projeto de revitalização do gramado de um campo na comunidade do Candeal, bairro da periferia de Salvador (BA).

O projeto beneficiou mais de 3 mil crianças diretamente e, a partir disso, a Sportlink apoia todos os projetos sociais da instituição, que exijam soluções de grama sintética esportiva.

Já conhece as soluções Ecograss e Spinegrass da Sportlink? Acesse o site e saiba mais sobre essas soluções de grama sintética de alta tecnologia!

Trabalho solidário e o papel do futebol fora dos campos